sexta-feira, 18 de abril de 2008

Analfabetismo na Blogosfera

O Site Saia Justa numa iniciativa muito bacana, propôs uma discussão em rede, coletiva sobre a questão do analfabetismo no Brasil, que realmente é uma questão muito séria, e que temos refletir, internalizar para cobrar e propor mudanças.
Aí vai minha pequena parcela de contribuição.

Indignação!

O Brasil tem 16 milhões de Analfabetos!

Alarmante!

16,295 milhões são incapazes de escrever um simples bilhete!

Preocupante!

Se levarmos em conta os analfabetos funcionais esse número pula para 33 milhões!


Como Pode isso?

Das 5.507 cidades brasileiras apenas 19 cidades possuem cidadãos que freqüentaram
8 anos de estudo em média!


São Paulo tem aproximadamente 383 mil analfabetos

O Rio de Janeiro aproximadamente 200 mil analfabetos

No município de Jordão no Acre a taxa é de 60,7 de seus 4,45 habitantes são analfabetos!

Em Guaribas no Piauí, tem a menor média de anos escolares cursados!

E os dados do Censo de 2003 continuam com números cada vez mais pavorosos.

O difícil de crer é que o Brasil tenha um Secretário Especial para Erradicação do Analfabetismo. Alguém que não é professor sabia disso? Ou, vamos lá, alguém que é professor sabe disso?

Não gosto de discursos inócuos que caem no vazio. Há 15 anos dou minha contribuição na erradicação do analfabetismo no Brasil, e milito através de meu trabalho como professora e coordenadora Pedagógica. Sempre apostei nos meus alunos. Sempre! E NUNCA ME DECEPCIONEI!

Porque o Brasil não aposta nessas 33 milhões de pessoas?

A coisa mais linda para um professor é ensinar e acompanhar uma criança a ler.
A compreensão do sentido nos olhos, a felicidade explícita e vacilante, o entendimento daquele momento histórico e único.

Vamos fazer um exercício: Você se lembra do dia que você aprendeu a ler?

Vamos lá, tente! É um momento único especial, um segundo nascimento.

Os indianos crêem que ao conhecer, você sai do mundo das trevas e conhece a luz.
Eu amo esse conceito, pois é isso mesmo! A vida se abre e você penetra em caminhos nunca dantes navegados.

Morro de preocupação com dados como esse do censo. Que na verdade, chegam a ser um pouco ultrapassados, mas são os últimos dados analisados.

Como profissional, me preocupa que os governos continuem alimentando o analfabetismo e principalmente o analfabetismo funcional. Todos sabem que não há desenvolvimento social sem educação.
Como cidadã me preocupa que o Brasil, que está alcançando um bom nível de desenvolvimento, continue agindo sem investir prioritariamente em educação.
Como é possível crescer sem investir em capital humano?

E ainda outro dado que me preocupa é que a situação de 2003 não tenha mudado! Que nada tenha sido feito efetivamente para transformar esse contexto, e que essas 33 milhões de pessoas, permaneçam como sempre estiveram: Na mais profunda escuridão de si mesmas! Sem direitos, sem oportunidades,sem esperança

Nenhum comentário: