terça-feira, 1 de abril de 2008

Pais devem ficar atentos com uso exagerado de videogames

Como pais e educadores precisamos estar atentos para as atividades de nossos filhos e alunos.

Quanto mais nos informamos, melhor saberemos resolver os conflitos inerentes a cada fase e faixa etária de nossos queridos.

Posto essa matéria que achei interessante.

Psiquiatra alerta que o fato dos jovens passarem várias horas jogando videogame pode gerar comportamentos compulsivos. Alguns casos são tratados como vícios semelhantes aos de toxicômanos

Educadores e especialistas alertam que os jogos de videogame devem ser escolhidos dentro das características de cada faixa etária. Além disso, o tempo gasto no equipamento deve ser limitado, para não prejudicar a convivência social das crianças, adolescentes e até dos adultos. O professor da Universidade de Guadalajara, Guillermo Orozco, alerta que qualquer tecnologia – inclusive a televisão – deve ser afastada de bebês de até dois anos. “Eles precisam viver uma etapa sem representações tecnológicas do mundo, têm de ver a vida com seus próprios olhos”, diz. O fato dos jovens passarem várias horas jogando videogame em casa ou em lan houses pode gerar comportamentos compulsivos. O psiquiatra Rafael Boechat, da Universidade de Brasília, explica que em casos extremos tais condutas devem ser tratadas como vícios semelhantes aos de toxicômanos. Segundo ele, o jogo, assim como as drogas, contribui para a produção de serotonina e dopamina, dois neurotransmissores relacionados à sensação de prazer. Ambos desempenham um papel importante no funcionamento do sistema nervoso.

[Jornal de Brasília (DF) – 01/04/2008]

Nenhum comentário: