quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Dicas para Estudar

Seu filho tira notas ruins simplesmente porque não estuda? Será que ele não estuda porque, por mais que se esforce, não consegue se dar bem?

No processo de aquisição de conhecimentos vários aspectos são fundamentais para que se efetue a aprendizagem. Imagine que seu filho nunca conseguiu marcar um gol no futebol. Pense que saber jogar futebol é uma coisa normal, prática a qual todos os meninos da idade dele podem desempenhar com sucesso. Coloque agora essa ação como uma obrigação que deve acontecer todos os dias. Dar-se aí então o nosso problema! Ao pensar em tudo isso, que vocês: pais, professores e envolvidos no processo de ensino-aprendizagem de uma criança devem estimular o desejo de aprender.
Para contribuir na vida escolar de seus filhos e alunos, aqui vão algumas dicas:

*
A princípio é importante ressaltar que o ato de estudar requer muita disciplina e o domínio de algumas técnicas. Quais seriam estas técnicas “milagrosas”, que poderiam impedir que os pais enlouquecessem na “hora dos deveres de casa”?

*
O primeiro ponto a ser analisado pelos pais seria o ambiente de estudo em casa, ele deve ser o mais silencioso possível, com o mínimo de objetos e outras distrações visuais que possam desviar a atenção da criança. Deve-se considerar ainda as distrações internas, pensamentos, estes são mais difíceis de ser inibidos, mas quando quem ensina foca as atividades que foram propostas e mostra a criança a funcionalidade de cada uma, o “fazer” toma um novo sentido para o intelecto.

*
Outro ponto de suma importância é envolver as crianças nas decisões sobre o dever de casa, lembre-se que nós possuímos limitações e principalmente na fase inicial da aprendizagem (alfabetização), tudo é novo, portanto quem deve fazer a atividade é a criança e não os pais. É muito comum, os pais perderem a paciência e resolverem algumas atividades do dever de casa, além de limitar o que o seu filho pode aprender, você pode inibir a criatividade. Discuta com seu filho as atividades que foram propostas pela professora, respeite a opinião dele, e se o que foi proposto por ele, acarretar na escolha errada mostre as ações corretas.

*
Uma estratégia interessante a ser adotada pelos pais na hora do dever de casa é alternar as tarefas que a criança gosta com as que menos gosta, assim em todo o momento de atividade não será visível para a criança o cansaço.

*
Respeite os limites de concentração da criança, ela produzirá mais quando você permitir períodos de apenas 10 minutos de estudo, se este tempo não for suficiente para concluir o dever de casa, alterne as horas dedicadas a este fim, por exemplo, faça parte do dever a noite e a outra parte na manhã. Evite fazer com que seu filho estude mais tempo do que ele consegue assim ele não “detestará” estudar.
*
O estudo não deve competir com outras atividades prazerosas, estudar na hora do desenho favorito, nem pensar! Determine a hora ideal. Se a atividade proposta para casa envolver algum projeto amplo, crie etapas a serem cumpridas diariamente, não permita que uma construção seja feita de última hora.

Enfim, despertar a curiosidade e o interesse para o estudo exige tornar as explicações de cada assunto a ser ensinado, menos “careta” e mais atualizada, demonstrar que tudo que foi proposto pela escola é de fundamental importância para a vida.

Temos que admitir que é possível estimular alguém a estudar e conseqüentemente tirar notas boas.

Fonte:http://ideialegal.blogspot.com/

Por Vanessa Mara Tavares

Psicopedagoga

Nenhum comentário: